Marchezan Júnior, Gustavo Paim e vereadores eleitos são diplomados em Porto Alegre

Nelson Marchezan Júnior (PSDB) e Gustavo Paim (PP), prefeito e vice-prefeito eleitos de Porto Alegre, respectivamente. Foto: Reprodução/Nelson Marchezan Júnior

Em cerimônia no auditório do Ministério Público, o prefeito eleito de Porto Alegre Nelson Marchezan Júnior (PSDB), o vice Gustavo Paim (PP) e 36 vereadores foram diplomados nesta sexta-feira (16). O rito realizado pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral) e tem a função de reconhecer oficialmente os eleitos do último pleito.

Os eleitos tomarão posse em 1º de janeiro de 2017. O próximo governo municipal promete uma série de mudanças por conta da situação financeira em que a Capital se encontra. Além disso, a estrutura da Prefeitura ficará mais enxuta. Já em janeiro deverão ser anunciadas mudanças na Carris e no sistema de isenções do transporte público.

O juiz eleitoral Niwton Carpes, que conduziu a cerimônia, saiu do protocolo e fez um discurso em favor da Operação Lava Jato e contra a lei que trata sobre abuso de autoridade, que está sendo analisada no Senado. Carpos roubou a cena ao dizer “Não sigam essa cartilha (da corrupção). Precisamos de mandatários honestos e probos”.

O membro do Judiciário também chamou atenção ao dizer “Somos sacudidos com notícias em que políticos criaram verdadeiras organizações criminosas”, em um momento que todas as galerias estavam em silêncio. Em seu discurso de três páginas, o juiz eleitoral Niwton Carpes teceu críticas inclusive ao projeto encaminhado pelo Palácio Piratini à Assembleia Legislativa para reduzir o duodécimo do Judiciário.

Na diplomação dos vereadores, Roberto Robaina (PSOL) e Sofia Cavedon (PT) bradaram “Fora Temer” após receberem o diploma. Eles foram alvos de vaias e aplausos simultaneamente.

Confira os 36 vereadores diplomados para o período 2017-2020

  • Fernanda Melchionna – PSOL – 2,12% – 14.630 votos;
  • Mauro Zacher – PDT – 1,97% – 13.551 votos;
  • Dr. Thiago – DEM – 1,84% – 12.669 votos;
  • Rodrigo Maroni – PR – 1,71% – 11.770 votos;
  • Felipe Camozzato – NOVO – 1,52% – 10.488 votos;
  • Elizandro Sabino – PTB – 1,43% – 9.845 votos;
  • Sofia Cavedon – PT – 1,40% – 9.670 votos;
  • Valter Nagelstein – PMDB – 1,35% – 9.300 votos;
  • Roberto Robaina – PSOL – 1,21% – 8.354 votos;
  • José Freitas – PRB – 1,12% – 7.728 votos;
  • Alvoni Medina – PRB – 1,12% – 7.712 votos;
  • Marcelo Sgarbossa – PT – 1,10% – 7.585 votos;
  • Mônica Leal – PP – 1,05% – 7.254 votos;
  • Tarciso Flecha Negra – PSD – 1,03% – 7.106 votos;
  • André Carús – PMDB – 1,00% – 6.882 votos;
  • Márcio Bins Ely – PDT – 1,00% – 6.858 votos;
  • Comandante Nádia – PMDB – 0,99% – 6.809 votos;
  • Mendes Ribeiro – PMDB – 0,97% – 6.691 votos;
  • Idenir Cecchim – PMDB – 0,92% – 6.342 votos;
  • Ricardo Gomes – PP – 0,84% – 5.822 votos;
  • João Carlos Nedel – PP – 0,78% – 5.346 votos;
  • Cláudio Janta – SD – 0,77% – 5.288 votos;
  • Airto Ferronato – PSB – 0,74% – 5.125 votos;
  • Dr. Goulart – PTB – 0,72% – 4.995 votos;
  • João Bosco Vaz – PDT – 0,72% – 4.993 votos;
  • Mauro Pinheiro – REDE – 0,72% – 4.984 votos;
  • Cassiá Carpes – PP – 0,72% – 4.963 votos;
  • Paulo Brum – PTB – 0,70% – 4.850 votos;
  • Ramiro Rosário – PSDB – 0,68% – 4.676 votos;
  • Cássio Trogildo – PTB – *Trogildo estava com o registro cassado pela Justiça Eleitoral por suspeita de uso da máquina pública na campanha de 2012, mas foi diplomado.

Marchezan Júnior é diplomado

Roberto Robaina grita “Fora Temer”