Aumenta para oito número de pontos impróprios para banho no Rio Grande do Sul

- Atualizado em 07/01/2017 às 15:45
Fepam analisou a qualidade da água em 83 pontos do Estado. Foto: Fepam/Divulgação

O número de pontos impróprios para banho no Rio Grande do Sul aumentou para oito nesta semana, conforme análise técnica da Fepam (Fundação Estadual de Proteção Ambiental). No Litoral Médio, a praia da Capilha, em Rio Grande, entrou para a lista dos locais sem condições de banho. Na mesma região, as águas do Camping Municipal, em Cristal, e da praia da Barrinha, em São Lourenço do Sul, também seguem impróprias.

A Região Hidrográfica do Guaíba tem novo ponto impróprio. A praia Carlos Larger, em Candelária, também não é indicada aos banhistas, assim como as águas mencionadas na última semana: das praias da Alegria e da Florida, em Guaíba, e da praia Recanto das Mulatas, em Barra do Ribeiro. Já o Litoral Norte continua apresentando a lagoa do Peixoto, em Osório, como único ponto impróprio da região.

Dos 83 pontos analisados, as regiões Hidrográfica do Uruguai e do Litoral Sul têm plenas condições para banho.

Projeto Balneabilidade 2016/2017

Neste verão, nas praias com guaritas, as informações sobre as condições de banho estarão disponíveis em painéis anexados, junto com informações do Corpo de Bombeiros e o horário de atendimento dos salva-vidas. Isso será possível nas praias do Litoral Norte e Sul.

A qualidade da água está sendo monitorada em 43 municípios, sendo que 57 pontos estão na Região Hidrográfica do Litoral (33 no Litoral Norte, 19 no Litoral Médio e cinco no Litoral Sul). Na Região Hidrográfica do Guaíba o monitoramento é realizado em 14 pontos, e na Região Hidrográfica do Uruguai são 12.

As coletas e análises das águas são feitas pelo laboratório da Fepam nos balneários do Litoral Norte, e pela Corsan (Companhia Riograndense de Saneamento) nos balneários do Litoral Médio e Sul e nas regiões do Guaíba e do Uruguai.

O Projeto Balneabilidade deste verão terá duração de 15 semanas. O primeiro boletim foi elaborado com base no resultado das informações obtidas em cinco coletas realizadas nas semanas anteriores.

Deixe um comentário