Temer entrega maioria das novas ambulâncias com bateria descarregada e quatro estragadas

- Atualizado em 09/01/2017 às 22:49
Ambulância do Samu 192, durante cerimônia de entrega em Esteio. Foto: Rodrigo Ziebell

Quatro ambulâncias do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) entregues pelo presidente da República Michel Temer (PMDB), pelo governador José Ivo Sartori (PMDB) e por ministros sofreram pane e não saíram do lugar após a cerimônia oficial que ocorreu na manhã desta segunda-feira (9), no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio.

Os veículos entregues aos prefeitos de Carlos Barbosa, Farroupilha, Nova Prata e Porto Xavier não ligaram de jeito de nenhum. As ambulâncias tiveram problemas na bateria e demais partes do setor elétrico e tiveram de esperar o guincho.

A maioria das 61 unidades móveis entregues teve problemas na bateria, pois as baterias automotivas geralmente ficam descarregadas após semanas em que um veículo se encontra parado. Entretanto, quatro veículos não funcionaram nem com a carga extra após a cerimônia. Os equipamentos foram trazidos em 21 caminhões-cegonha de Minas Gerais até o Rio Grande do Sul.

As 61 ambulâncias custaram cerca de R$ 10,2 milhões ao Governo Federal. A seleção das cidades contempladas (veja aqui a lista) foi baseada em critérios técnicos do Ministério da Saúde, como veículos com mais de 200 mil quilômetros rodados, com um mínimo de três anos de uso e a solicitação prévia feita pelo município ao Ministério. Ao todo, foram repostas sete ambulâncias de suporte avançado, com valor estimado em R$ 297 mil, por unidade, e 54 de suporte básico, ao custo de R$ 150,6 mil, cada.

Samu no RS

Atualmente, o Rio Grande do Sul tem 161 bases do Samu 192, que atendem a 276 municípios e 10,136 milhões de habitantes. Isso representa 90,44% da população. De acordo com a Coordenação Estadual do Samu, a frota em funcionamento no Estado é composta por 38 ambulâncias de suporte avançado (USA), 187 de suporte básico (UBS), 18 motolâncias, 10 veículos de intervenção rápida e uma aeronave.

O Governo do Estado investe R$ 61,9 milhões por ano no Samu. A SES (Secretaria Estadual da Saúde) repassa R$ 90 mil por mês para cada município que tem USA e o Ministério da Saúde, R$ 38,5 mil para cada unidade de suporte avançado habilitada. Para cada UBS, a Secretaria da Saúde repassa R$ 10.232,09 por mês e o Ministério, R$ 13.125,00. Para as motolâncias, o repasse do Estado é de R$ 3,5 mil por mês por veículo e do Ministério, R$ 7 mil.

Deixe um comentário