Pai e filho são presos por homicídio de mulher em Erechim


Pai e filho são suspeitos de assassinato em Erechim. Foto: Polícia Civil/Divulgação

Dois homens, pai, de 44 anos, e filho, de 21, foram presos preventivamente por homicídio na manhã desta terça-feira (24), em Erechim, na região Norte do Estado. Eles foram presos em uma operação que investiga uma sequência de ameaças e tentativas de homicídios que passaram a ocorrer a partir do homicídio de Jaqueline Pinto de Jesus, de 33 anos, no final de 2016.

Um revólver calibre .38 foi apreendido e o pai, identificado como Valdomiro de Godois, foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo. Ele seria o mentor da morte da mulher, enquanto o filho, Wagner de Godois, foi um dos executores da vítima.

Durante a ação, quatro mandados de prisão preventiva e onze mandados de busca e apreensão foram cumpridos. Outras duas pessoas que participaram do crime já tiveram os pedidos de prisão decretados. Um suspeitos ainda não foi identificado.

O crime

Criminosos que estavam em um carro passaram em frente a residência de Jaqueline Pinto de Jesus e efetuaram diversos disparos de arma de fogo. O crime ocorreu na rua Santa Marta, no bairro Cristo Rei, por volta das 22h30 de 10 de dezembro de 2016.

Além dela, dois jovens, Vagner Lucas Gomes, de 18 anos, e um sobrinho de Jaqueline, de três anos, foram feridos no tiroteio. Jaqueline já havia sofrido um ataque a tiros em outubro de 2016. Na ocasião, ela ficou ferida com gravidade por vários disparos de arma de fogo.

A mulher ainda se recuperava dos ferimentos quando foi novamente alvejada. Após o ataque de outubro, Jaqueline indicou um jovem como suspeito do crime. Ele foi morto dias depois.

Jaqueline Pinto de Jesus, de 33 anos. Foto: Reprodução


Deixe um comentário para este conteúdo

O Plantão RS não é responsável pelos comentários publicados pelos usuários