Preso suspeito de receptação de objetos furtados do colégio Ildo Meneghetti, na zona Sul

Segundo a Polícia Civil, cinco moradores de rua seriam autores dos arrombamentos na escola. Eles eram acionados pelo homem preso para cometer os crimes.

Itens apreendidos com comerciante preso. Foto: Polícia Civil/Divulgação

Um homem que comprava os objetos roubados da Escola Estadual Ildo Meneghetti, na zona Sul de Porto Alegre, foi preso pela Polícia Civil nesta quinta-feira (20). Ainda segundo a polícia, os autores dos crimes seriam cinco moradores de rua que eram acionados pelo preso, que era proprietário de um bar noturno na Restinga.

Conforme a delegada Shana Luft Hartz, o receptador oferecia dinheiro para que os criminosos furtassem a escola. Os policiais da 16ª DP (Delegacia de Polícia) cumpriram mandados de busca e apreensão na residência e em um estabelecimento comercial de propriedade do suspeito, onde foram encontrados centenas de materiais sem procedência.

A diretora do colégio Ildo Meneghetti reconheceu vários dos objetos como sendo de propriedade da instituição. Os objetos serão catalogados e entregues aos proprietários conforme comprovação de propriedade.

Segundo a delegada Hartz, no entanto, também foram encontrados itens furtados de outras escolas e outras vítimas. O caso seguirá sendo investigado para que os responsáveis pelos furtos também sejam presos, já que a polícia chegou a eles sem a realização de flagrante.

Em depoimento à polícia, os ladrões confirmaram que eram acionados pelo comerciante preso. Três deles já foram identificados e a polícia busca os nomes de outros dois. Todos irão responder, além de furto, por depredação do patrimônio público.

Publicidade