Quatro são presos suspeitos de venderem terrenos da Prefeitura de Canela

Quatro pessoas foram presas preventivamente na manhã desta quinta-feira (20) suspeitas de participarem de um esquema que vendia terrenos que não pertenciam ao grupo. A ação ocorreu em Canela, na Serra gaúcha.

De acordo com a Polícia Civil, os presos vendiam terrenos inclusive em áreas de preservação ambiental e alguns dos suspeitos praticavam os crimes há 10 anos. Ao todo, cerca de 300 faixas de terra teriam sido comercializadas para famílias.

Os compradores dos terrenos não foram alvo da investigação. A Prefeitura Municipal de Canela não informou se pretende pedir a reintegração de posse das áreas irregulares, situadas principalmente no entorno do Parque do Saiqui.

Os quatro presos, que agiam isoladamente, foram encaminhados à Delegacia de Polícia de Canela e autuados por lavagem de dinheiro e crime contra a administração pública, pelo fato dos terrenos pertencerem ao poder municipal.

Publicidade


Deixe um comentário para este conteúdo

O Plantão RS não é responsável pelos comentários publicados pelos usuários