Morre o ex-deputado Carlos Araújo, aos 79 anos

Corpo está sendo velado na Assembleia Legislativa, em Porto Alegre

da redação, com informações da AL/RS


Foto: Fabiano do Amaral / Arquivo Correio do Povo

Morreu, no inicio da madrugada deste sábado (12), aos 79 anos, o ex-deputado Carlos Araújo, em decorrência de doença pulmonar obstrutiva crônica. O parlamentar estava internado no Complexo da Santa Casa em Porto Alegre.

O ex-marido da ex-presidente Dilma Rousseff, ativista e advogado trabalhista era natural de São Francisco de Paula. Seu corpo está sendo velado na Assembleia Legislativa e, depois, será cremado.

Carlos Franklin Paixão Araújo era advogado trabalhista e começou sua militância política no final dos anos 1960 combatendo o regime militar, entrando na luta armada contra a ditadura. Foi preso e torturado.

Naquele período amargou a prisão política, tentando o suicídio para não entregar os companheiros na tortura. Também nessa época ele conheceu a ex-presidente Dilma Rousseff, com que foi casado por mais de 20 anos. Deixa os filhos, Leandro, Paula e Rodrigo.

Em 1982, elegeu-se para o primeiro mandato de deputado estadual pelo PDT. Na elaboração da CE, atuou como relator adjunto do texto final e como relator da Comissão Temática de Educação, Cultura, Desporto, Ciência, Tecnologia e Turismo.

Entre 1983 e 1995 exerceu consecutivamente três mandatos como deputado estadual pelo PDT, partido que ajudou a fundar. Na elaboração da Constituinte Estadual de 1989, atuou como relator adjunto do texto final e como relator da Comissão Temática de Educação, Cultura, Desporto, Ciência, Tecnologia e Turismo.

Para compartilhar, use o link ao lado ou os botões abaixo: http://plantao.rs/WTE1Y

Deixe um comentário para este conteúdo