Prédio da Ocupação Lanceiros Negros será utilizado pela EGR


O Governo do RS assinou na manhã desta segunda-feira (4) um termo de cessão de uso de um imóvel do Estado para a EGR (Empresa Gaúcha de Rodovias). O prédio fica na rua General Câmara, nº 352, no Centro Histórico de Porto Alegre, e ficou conhecido por ter sido habitado por moradores da Ocupação Lanceiros Negros. O local foi alvo de reintegração de posse no dia 14 de junho.

Em junho, o Piratini ordenou a Brigada Militar a cumprir a reintegração de posse do edifício na esquina das ruas General Câmara e Andrade Neves, que estava há 12 anos abandonado pelo Estado. No prédio, estava instalada a Ocupação Lanceiros Negros, que esteve no local por 19 meses.

No momento da reintegração, o Governo do Estado anunciou que o prédio histórico seria utilizado pela Defesa Civil e Casa Civil, no entanto a decisão foi contrariada nesta segunda-feira, com a autorização de uso para a EGR.

De acordo com o secretário da Modernização Administrativa e dos Recursos Humanos, Raffaele Di Cameli, a utilização por parte da EGR resolve “um problema de espaço para abrigar os 85 funcionários da empresa”. A EGR vai investir R$ 3 milhões para a total recuperação funcional do edifício.

Contradição

Em nota à imprensa na data da reintegração de posse e retirada da Ocupação Lanceiros Negros, a assessoria de Comunicação da Casa Civil informou que o prédio, na esquina das ruas General Câmara e Andrade Neves, seria destinado pelo Estado para a Defesa Civil e para setores da Casa Civil. O texto ainda dizia que o imóvel já estava sendo recuperado para esta finalidade, pois “oferece risco por ser histórico e impróprio para habitação”. Na ocasião, não foi informada quando a Defesa Civil e setores da Casa Civil começariam a funcionar no edifício. No entanto, agora o imóvel deve ficar restrito à EGR.

Deixe um comentário para este conteúdo