Mais de 250 famílias estão fora de suas casas após chuvas no RS

As chuvas que atingiram o Rio Grande do Sul desde a última quinta-feira (14) provocaram cheias de rios e prejudicaram mais de 250 famílias nas regiões da Fronteira Oeste, Centro do RS e Vale do Rio Pardo, conforme dados divulgados pela Defesa Civil do Estado.

Segundo o relatório da Defesa Civil divulgado no final da tarde desta sexta-feira (18), os níveis dos rios começaram a baixar. O tempo seco previsto para os próximos dias colabora para essa redução e a normalização no volume de água dos rios. Algumas bacias seguem com o nível elevado, mas a tendência é que retornem aos níveis de observação, ao longo da semana.

São 76 famílias desabrigadas e 189 desalojadas em Dom Pedrito, Quaraí, Alegrete, Rio Pardo, Rosário do Sul e Santa Cruz do Sul. Houve elevação nos níveis dos rios Santa Maria, Quaraí, Jacuí e Ibirapuitã.

Em Dom Pedrito, são 20 famílias desabrigadas, que estão temporariamente no pavilhão do Sindicato Rural. Também há 81 famílias desalojadas. O nível do rio Santa Maria está em 6,57 metros e entrou em declínio.

Em Quaraí, são 12 famílias desabrigadas, que estão temporariamente no Ginásio Municipal. Também há 57 famílias desalojadas. O nível do rio Quaraí está em 2,56 metros e baixando. Já em Santa Cruz do Sul, no Vale do Rio Pardo, apenas uma família está desalojada e o nível do rio Jacuí está em 2,1 metros.

Em Alegrete, na Fronteira Oeste, são 44 famílias abrigadas no ginásio da Escola Oswaldo Aranha e outras 46 famílias desalojadas. O nível do rio Ibirapuitã está estabilizado em 11,1 metros.

Em Rosário do Sul, na Fronteira Oeste, o nível do rio Santa Maria subiu muito e deixou três famílias desalojadas. Em Rio Pardo, na região dos Vales, uma família está desalojada por conta da cheia do rio Jacuí.

A Defesa Civil informou que segue em estado de alerta, monitorando as localidades atingidas e oferecendo toda a ajuda necessária por meio de nove coordenadorias. Qualquer informação ou pedido de auxilio pode ser encaminhado através do telefone 199.

Deixe um comentário para este conteúdo