Menina de seis anos segue desaparecida após mãe e vó serem mortas em Erechim

Mulheres foram encontradas mortas a tiros dentro de casa em Erechim. Foto: Reprodução/RBS TV

Uma menina de seis anos de idade é considerada desaparecida após a mãe dela e a vó serem mortas de forma brutal na tarde de ontem (24), em Erechim, na região Norte do Estado. Segundo a Polícia Civil, a principal suspeita é que o pai da criança tenha cometido o duplo assassinato e sequestrado a filha.

Vizinhos das vítimas ouviram os disparos de arma de fogo e chamaram a polícia no final da tarde de domingo. Fabíola Tluszc, 26 anos, foi encontrada morta com um tiro na cabeça dentro da casa onde morava com a mãe e a filha. Geneci Tluszc, 49, mãe de Fabíola, chegou a ser socorrida ao hospital anta Terezinha, mas não resistiu aos ferimentos e morreu durante atendimento médico.

A filha de Fabíola não foi encontrada na residência. O pai da criança não foi mais localizado e é considerado o principal suspeito do duplo feminicídio. A Polícia Civil tenta localizar ele e a filha desde a noite de ontem.

Vítima havia conseguido medida protetiva

Fabíola havia desfeito o relacionamento com o acusado, mas era constantemente ameaçada. Na última vez, o homem foi até a casa da vítima com uma faca. Na sexta-feira passada, por causa desse episódio, a mulher havia obtido na Justiça medida protetiva contra o ex-companheiro.

Segundo a decisão, ele estava proibido de se aproximar de Fabíola e não poderia fazer contato com a mulher de nenhuma forma. A medida protetiva tinha validade de 120 dias, mas não impediu o crime.

Deixe um comentário para este conteúdo