Trio é preso após negociar venda de bebê por R$ 100 mil em Novo Hamburgo

A Polícia Civil, por meio da 12ª DPRI (Delegacia Regional de Polícia do Interior) de Santana do Livramento, realizou na manhã desta quarta-feira (4), em Novo Hamburgo e Balneário Pinhal, a prisão de três pessoas que negociavam a venda de um bebê.

A ação, que ocorreu no Vale do Sinos e no Litoral Norte, teve presos pela prática de crime de promessa de entrega de filho a terceiro mediante pagamento, estelionato e associação criminosa. As investigações começaram na Fronteira Oeste do Estado.

Segundo a delegada Ana Luiza Tarouco, a mãe da criança e intermediários estavam associados para tentar lucrar com a venda do bebê para adoção. De acordo com a Polícia Civil, o trio preso tinha a intenção de lucrar, inicialmente, R$ 100 mil com o crime, no entanto o valor caiu para R$ 6 mil, após a interessada em comprar denunciar o caso.

A mulher interessada, de Santana do Livramento, relatou que tentou adotar uma criança na cidade buscando os meios legais, porém encontrou um anúncio na internet que prometia facilitar o processo. Uma criminosa se passou por assistente social, dizendo conhecer mães jovens, carentes e dispostas a oferecer seus filhos para ação. Com a ajuda do marido, a suspeita convenceu uma jovem de Novo Hamburgo a gestar e vender o bebê,

A interessada na adoção, ao descobrir o crime, desistiu do acordo. A mãe biológica, de 20 anos, foi presa preventivamente pela Polícia Civil, junto com a dupla de negociadores. Ela pretendia vender o quinto filho. A criança foi encaminhada para os cuidados do Conselho Tutelar.

Deixe um comentário para este conteúdo