Inter volta a tropeçar diante do seu torcedor e fica só no empate com o CRB

Foto: Ricardo Duarte / Inter Notícias
Foto: Ricardo Duarte / Inter Notícias

O Inter não conseguiu sair de um empate e decepcionou mais de 25 mil torcedores. O time do técnico Guto Ferreira ficou no 0 a 0 com o CRB, em jogo válido pela 33ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Com o resultado a equipe colorada chega aos 62 pontos, mantendo a liderança da competição.

O Inter começou a partida em um ritmo intenso e logo criou boas chantes da frente. Aos 8 minutos, Leandro Damião fez um lindo passe para D’Alessandro, que chutou de primeira para a defesa de Edson.

Aos 12, D’Alessandro cobrou falta para a área, William Pottker cabeceou, a bola passou entre as pernas do goleiro do CRB e Víctor Cuesta apareceu, em cima da linha, para empurrar para o fundo do gol. Porém, o lance foi anulado por suposto impedimento de Pottker.

Depois início empolgante, o Inter passou a encontrar dificuldades para romper a defesa adversária, que se posicionava com quase todos jogadores atrás da linha da bola quando era atacado.

Aos 39 minutos, Eduardo Sasha conseguiu passar pela marcação, invadiu a área e concluiu à esquerda do gol de Edson. Para o segundo tempo, Guto mexeu no time. Ele tirou Sasha e colocou Nico López.

A segunda etapa começou mais movimentada, com ambos os times tentando chegar ao gol. Aos 10 minutos, Cláudio Winck quase abriu o placar em um chute cruzado que raspou o travessão.

Aos 15, o fraco CRB assustou o torcedor colorado. Neto Baiano chutou à queima-roupa para a defesa sensacional de Danilo Fernandes. Sem conseguir chegar ao seu objetivo, Guto Ferreira colocou Camilo e Carlos. Já os visitantes eram perigosos nos contra-ataques.

Aos 49 uma grande chance: após cobrança de escanteio, a bola sobrou na pequena área para Winck, mas o cabeceio do lateral foi por cima do gol. “Pecamos na finalização, detalhe pequeno, mas importante. Fizemos um grande jogo”, ressaltou Damião, ao passar pela zona mista.

O centroavante colorado falou sobre a importância do próximo jogo do Inter. “Contra Luverdense, temos que jogar pelo tudo ou nada. Precisamos recuperar os pontos perdidos aqui”, disse.

“Oferecemos perigo, criamos bastante, mas não fomos efetivos. Temos dois dias para conversar e acertar as coisas”, afirmou Edenílson. “Faltou o gol, dominamos totalmente a partida. Eles tiveram contra-ataques. Faltou o capricho final”, reclamou Danilo Fernandes.

Na zona mista, Pottker também falou com os jornalistas sobre mais um tropeço do Inter em casa. “Vida que segue, estamos em primeiro. Estamos conseguindo os objetivos da equipe, mas não jogamos bem. Não vamos baixar a cabeça”, ressaltou.

Inter: Danilo Fernandes; Cláudio Winck, Léo Ortiz, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado; William Pottker (Camilo), Edenílson, D’Alessandro e Sasha (Nico López); Leandro Damião (Carlos). Técnico: Guto Ferreira.

CRB: Edson Kolln; Marcos Martins, Flávio Boaventura, Adalberto e Diego; Adriano (Yuri), Rodrigo Souza, Tinga e Danilo Pires; Chico (João Paulo) e Neto Baiano. Técnico: Mazola Júnior.

Deixe um comentário para este conteúdo

O Agora no RS não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários realizados pelos usuários. O veículo pode, a qualquer tempo, moderar, excluir ou banir qualquer conteúdo publicado por estes em qualquer seção do site ou de suas páginas na rede social Facebook.