Temporal deixou mais de 1.500 casas destelhadas em todo o RS


A Defesa Civil divulgou, na tarde desta segunda-feira (2), um novo boletim sobre os municípios afetados pelos fortes ventos e chuvas que atingiram parte do Rio Grande do Sul entre o fim da tarde e a noite de domingo (1º). Segundo o órgão, 21 cidades gaúchas apresentaram algum tipo de prejuízo.

São mais de 1.500 residências destelhadas em todo o Estado. A situação mais grave está em Montenegro, Ijuí e Cruz Alta. Cada um dos três municípios sofreu 300 destelhamentos. Em Cruz Alta, 23 escolas também foram destelhadas. Em Ijuí, houve queda de árvores.

Em Porto Alegre, são 90 casos de destelhamento de residências. No Vale do Rio Pardo, em Santa Cruz do Sul, o temporal deixou danos na estrutura do parque da Oktoberfest, além de danos na rede elétrica de 85 residências.

Também houve registro de destelhamento em Tupanciretã (100 casos), Tenente Portela (100 casos), Venâncio Aires (64 casos), Júlio de Castilhos (50 casos), Santo Ângelo (40 casos), Soledade (30 residências e uma escola), São Sebastião do Caí (20 residências) e Lajeado e Ernestina, com 18 residências destelhadas cada.

A Defesa Civil informou que segue oferecendo toda ajuda necessária aos órgãos de segurança das localidades atingidas, por meio do acompanhamento das Coordenadorias Regionais e em conjunto com os municípios. Qualquer informação ou pedido de auxílio pode ser encaminhado à Defesa Civil do Estado pelo telefone 199.

Deixe um comentário para este conteúdo