Polícia identifica motorista da Uber que se masturbou na frente de passageira em Porto Alegre


A Polícia Civil já sabe quem é o motorista que está sendo acusado de se masturbar em frente a uma passageira durante uma viagem em Porto Alegre. O caso teria ocorrido na noite de quarta-feira (8), quando a universitária havia pedido a uma amiga para fazer uma viagem entre a zona Sul e a área Central da cidade.

Segundo a investigação, que está a cargo da 15ª DP (Delegacia de Polícia) da Capital, a jovem, de 26 anos, disse que estava na casa de uma amiga e iria até a faculdade por meio de uma viagem solicitada pelo aplicativo da Uber. A viagem teria sido solicitada pela amiga, já que a vítima não usa o app.

Em um ponto do trajeto, o motorista teria perguntado à vítima se ela tinha sinal de celular. A mulher disse que não e o homem começou a se masturbar diante dela. A jovem, ao perceber isso, ligou para o namorado, que disse para que ela descesse do carro. A viagem foi encerrada.

O caso foi registrado poucas horas depois. A jovem disse que tentou conseguir dados sobre nome, placa e modelo do veículo usado pelo suposto agressor. No entanto, só teria conseguido uma foto dele e o primeiro nome do motorista.

Conforme a delegada Tatiana Bastos, da DEAM (Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher) o suposto agressor já foi identificado. Segundo ela, o acusado já possui antecedentes. O homem deve ser intimado a depor nos próximos dias e não está mais realizando viagens pelo aplicativo por determinação da Uber.

A Uber se manifestou por meio de nota sobre o caso

A Uber repudia qualquer tipo de violência contra mulheres. O motorista foi desativado da plataforma e não está realizando viagens. A Uber vai colaborar com as autoridades competentes para ajudar nas investigações, respeitando a legislação. Acreditamos na importância de combater, coibir e denunciar casos de assédio e violência contra a mulher.

Deixe um comentário para este conteúdo

O Agora no RS não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários realizados pelos usuários. O veículo pode, a qualquer tempo, moderar, excluir ou banir qualquer conteúdo publicado por estes em qualquer seção do site ou de suas páginas na rede social Facebook.